Contos Eróticos – Dame de Lotus

Postado por Canallove em Acompanhantes, Sexo
Acompanhantes Canal Love

Era uma garota normal. Não uma dessas acompanhantes. Uma qualquer, entre tantas outras. Ela estudava, buscava emprego, saía, se divertia.

Ela tinha uma vida virtual também. Um Messenger, cheio de contatos estranhos. Pessoas com quem ela falava, ria, chorava, se zangava. Ela também vivia com essas pessoas. Mas elas eram estranhas. Eram janelinhas vermelhas numa tela fria e por vezes, suja.

Estava prestes a mudar tudo na vida. A casa, a instituição acadêmica, a rotina de vida – real e virtual – e todo o status quo em que se achava. Na última noite de coisas velhas, sentou-se no velho computador.

Serviu-se de vinho. E puxou conversas. Uma delas despertou interesse. Ele não tinha sono, e queria conversar. E ela também. E eles conversaram bastante, sobre um assunto muito popular. E por sinal, predileto dos dois. Noite adentro, com o vinho e com a vodka que ele tomava, eles falavam. E falavam. E algo se formava na cabeça dela. A garota normal foi ficando estranha. Um sorriso malicioso se formava, a cada palavra roxa por ele digitada. E mesmo que ele não tivesse um rosto, na mente dela ele tinha corpo, beijos, carícias e… Mais. Imagens se formavam, e o desejo aumentava nela. E ela perguntou se ele tinha curiosidade. Ele disse que sim.

As imagens naquela cabeça normal foram alimentadas muitas e muitas vezes, em outros momentos e outras conversas. E ela se estranhava mais, enquanto o estranho descrevia suas situações, seus gostos, suas vontades. O desejo puro de ter entre os lençóis, entre as paredes, entre as águas, entre as pernas. De todos os jeitos possíveis e imagináveis.

Acompanhantes Canal Love
As melhores acompanhantes de São Paulo

 

Era a vontade dela. Queria se perder e se encontrar nas curvas do corpo que ela imaginava que ele teria. Queria dar traços ao semblante forte que a envolvia e a beijava loucamente, mas cujo rosto nunca se revelava. Queria ouvir a voz suave em seus ouvidos. E ela enlouquecia imaginando como seria se ele sussurrasse as palavras profanas que ela ansiava…

Entre palavras e emojis, reinava uma vontade incontrolável, dançando entre os devaneios deles com a violência do querer da carne. É o que acontece quando dois corpos se encaixam perfeitamente, sem sequer despir. O corpo que se insinua por trás do tecido da imaginação, e que implora pra ser descoberto. A intensidade do toque, os vergões causados pelo ímpeto, o frenesi do momento do beijo prensado na parede, o sorriso velado do prazer a cada movimento. Nos olhos que abrem, fecham, reviram em línguas e dedos. Nas mãos que prendem o corpo em espasmos, na gana de não querer parar. Olhar nos olhos do outro e ver a reflexão do desejo de possuir, loucamente, eternamente.

O franzir da face, os dedos dos pés apertados, as vozes baixas tentando, a todo custo, emitir qualquer som que exprima a sensação de calor, ímpeto carnal irresistível, crescente e arrebatador, coisa mágica, profana e devassa que detona o mundo, e nada mais existe. Só os corpos. As pessoas. E o frisson, louco, de ter, e nunca mais largar. Tudo isso num segundo de curiosidade, numa janela qualquer, num papo qualquer.

 

 

 


Anuncie aqui!

As melhores acompanhantes de luxo, garotas ficha de São Paulo, você encontra no Canallove!

Aumente a visibilidade do seu site com o Active Search Result

Deixe um comentário